Observe

Ela gosta de escrever no escuro e escutando música baixa. Nunca presta atenção na letra da música. Apenas sente a melodia e o ritmo que a isola do mundo exterior voltando sua atenção apenas pra ela.

Atenção ao seu mundo, conhecendo-se.

É nesse momento que seus sentimentos vêm à tona, que ela presta atenção em detalhes que no cotidiano passaria em branco, que toma conhecimento da verdade.

Exatamente nesse momento que todos podem perguntar o que for. Sua resposta será a mais verdadeira e sincera.

Único instante que sente alegria, tristeza, saudade, amor. Outros instantes ela existe, nesses pequenos segundos ela vive. Ou se sente viva.

Porque ela tem sede de escrever e fome de leitura. Seu coração fica vulnerável a qualquer mudança externa.

Não diga nada. Observe.

Pegue discretamente o livro que ela está lendo e coloque cuidadosamente sua carta no lugar e observe toda sua reação, que antes escondida, vir à flor da pele. Seus olhos umedecem, sua boca relaxa e seu coração dói.

Fascinante, não?

Não abuse. Esses momentos são únicos e precisam ser preservados. Sensibilidade aumentada em duzentos por cento.

(segunda-feira, 27 de junho de 2011)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s