Parte I

Quando a visitei pela primeira vez, ela me recebeu de roupa de banho, biquíni preto, cabelos ruivos presos em um coque no alto da cabeça e seu sorriso encantador.

Quando a vi seminua daquele jeito, me perguntei se era um convite antecipado para ir para cama, mas me mantive. Ela nos preparou um sanduíche e me deu dinheiro para comprar Coca-Cola enquanto tomava banho. Eram três da tarde e fiquei curioso sobre onde ela esteve na mesma manhã, talvez ido praia com as amigas. Será que sabia jogar vôlei? E será que algum homem estava presente observando as mesmas curvas que me recebeu poucos minutos mais cedo?

Tivemos uma tarde bastante divertida assistindo o jogo da Copa do Mundo de Futebol que o Brasil ganhava de 2×0 do Chile. Fui dispensado logo após o término do jogo.

Na semana seguinte recebi um convite para sua casa novamente. Chegando lá fui recebido com o mesmo sorriso encantador, um vestido caseiro vermelho florido. Olhou nos meus olhos e apontou para o meio da sala onde tinha uma caixa enorme, ainda embalada, e me pediu para ajudá-la a montar sua nova televisão. Após a televisão montada, colocou um filme bem dramático e ficamos muito tempo calados. Quando a olhei procurando algum sinal de vida observei que ela chorava em silêncio. Levantou-se me informando que iria preparar uma pipoca. Ainda me perguntou se eu queria doce ou salgada.

Foi uma surpresa quando recebi seu telefonema na quinta-feira da mesma semana. Eu só tinha notícias suas nos finais de semanas e pela tarde. Quando aceitei seu convite olhei para o relógio eram 21h e eu trabalhava na manhã seguinte.

A porta foi aberta e lá estavam os olhos claros com uma maquiagem escura e um vestido longo e preto. Nunca a tinha visto tão bonita. Na verdade, nunca a tinha visto de maquiagem antes. Geralmente não olho detalhes, mas quando ela me deu as costas para entrar na casa não pude deixar de perceber o decote nas suas costas me convidando sentir a textura de sua pele. Ela se desculpou por ainda estar daquele jeito. Eu agradeci em pensamento. Disse que o motivo do atraso foi que acabou de colocar no forno a lasanha que tinha preparado para nós. Seu sorriso me encantou como todas as vezes.

A esperei sentado no sofá de dois lugares que ficava logo de frente a porta de entrada. Mudava os canais impaciente, não era a primeira vez que ela me fazia esperar. Quando voltou, estava com um short e uma camisa que tinha escrito: ‘Porto de Galinhas – PE’. Essa era a hora que poderia arrancar alguma coisa de sua vida.

 Quando foi a essa praia? Disseram-me que é bem bonito por lá. – Perguntei como quem não quer nada ao mesmo tempo em que sentava e a observava tirar a lasanha do forno.

– As piscinas naturais são encantadoras. Você deveria ir algum dia conhecer.

Isso não foi nenhum tipo de convite. E eu gostaria de ir mais afundo nessa conversa.

– Foi com as amigas ou família?

– Com um namorado que tive na época.

– E quando foi?

– Seis meses atrás. Era verão.

Não perguntei mais nada e não me pergunte por quê.

Sua lasanha era deliciosa e era muito fácil conversar quando o assunto não era sobre sua vida. Riamos muito. Não parecia que era apenas Coca-Cola que tinha em nossos copos. Depois que terminamos de jantar, lavamos a louça e ela se sentou no sofá esperando que eu fizesse o mesmo, porém aleguei que era tarde e caminhei para a porta. Esperei alguns segundos que ela levantasse e a abrisse para mim.

– Então, até mais.

– Até mais. – ela me respondeu.

Ficamos nos olhando com o silêncio nos circulando. Eu odiava esses momentos tensos. Ela deu dois passos para frente e seu rosto ficava cada vez mais próximo do meu. Prendi a respiração e senti os lábios mais desejados de toda minha vida.

(segunda-feira, 11 de abril de 2011)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s