às 16h05

Olho o relógio toda vez que termino ou começo uma ação. Um tique, uma mania, que se intensificava a cada gole de cerveja. Chamo o garçom 21h45. Termino de beber o terceiro copo às 22h05.  Acendo um cigarro às 22h06 e termino de tragá-lo às 22h10.

Minha fome saciava-se com números e tic-tacs.

Peço a conta às 22h25, chego em casa às 22h59. Termino o banho às 23h25, sento à mesa do computador às 23h25, abro minha caixa de e-mail as 23h27.

Às  23h27,5, está uma tela aberta com espaço para um destinatário e uma mensagem de texto.

Às 00h00 me encontro entre lágrimas e soluço sem saber o que aconteceu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s